CNMP – 2015

Informações sobre o concurso

Órgão: Conselho Nacional do Ministério Público

Ano: 2015

Cargo: Analista do CNMP / Tecnologia da Informação e Comunicação / Desenvolvimento de Sistemas

Banca: FCC

 

Orientações da banca

Conforme Edital do Concurso, Capítulo X, itens:

“10.5 Será atribuída nota ZERO à Prova Discursiva-Redação que: a) fugir à modalidade de texto solicitada e/ou ao tema proposto; b) apresentar textos sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em versos) ou qualquer fragmento de texto escrito fora do local apropriado; c) for assinada fora do local apropriado; d) apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato; e) estiver em branco; f) apresentar letra ilegível e/ou incompreensível. 10.6 A folha para rascunho no Caderno de Provas é de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado na correção da Prova Discursiva-Redação pela banca examinadora.

10.7 Na Prova Discursiva-Redação, deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30 (trinta) linhas, sob pena de perda de pontos a serem atribuídos à Prova Discursiva-Redação. 10.8 A Prova Discursiva-Redação terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem), considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta) pontos.”

Instruções:

−NÃO é necessária a colocação de Título na Prova Discursiva-Redação.

 

Prova de Redação – CNMP 2015

Em capítulo “Os atos do Estado” (em Sobre o estado: cursos no Collège de France (1989-92)), o sociólogo francês Pierre Bourdieu refere que analisou a diferença entre um julgamento feito por uma pessoa autorizada e um julgamento privado.

Essa temática sugere reflexões relacionadas, por exemplo, a: quem representa o poder central?; quem vigiará os vigilantes legitimados pelo Estado?; que efeitos os diferentes julgamentos provocam no mundo social?

 

Redija uma dissertação expondo, de modo claro e coerente, seu ponto de vista sobre o tema. Seus argumentos − contemplando ou não as reflexões acima, ou, ainda, ampliando-as −, devem ser tratados de maneira a dar consistência a seu texto.

 

Dicas da Oficina

Antes de começar a escrever, pesquise sobre o tema e anote os argumentos relevantes que encontrar. Selecione opiniões contrárias e favoráveis ao assunto, exemplos, dados estatísticos e verifique se a legislação brasileira fala algo sobre o tema.

Na hora de escrever, simule o ambiente de prova. Escreva em uma folha de redação numerada, cronometre o tempo e não se distraia. Isso fará com que você fique menos ansioso durante a prova oficial.

Peça a alguém para corrigir suas redações. Você pode pedir a um amigo, a um professor ou pode enviar seus textos para a equipe da Oficina de Redação. Nós oferecemos a correção gratuita de uma das suas redações e também comercializamos pacotes de correções de redações. No serviço gratuito, marcaremos todos os erros do seu texto e daremos um diagnóstico geral para que você saiba se está escrevendo bem ou se precisa treinar um pouco mais. Se você adquirir um dos Planos de Correção, faremos comentários sobre todos os erros cometidos e daremos dicas para você corrigi-los.

Independentemente de qual alternativa escolher, corrigir os erros antes da prova é o que garantirá a sua aprovação, portanto, não deixe de fazer isso.